Catálogos de Moda

catálogos de moda copy Catálogos de Moda

Praticamente todas as mulheres já devem ter visto um catálogo de vendas e podem pensar que catálogos de moda são todos assim. Ledo engano. Cresce cada vez mais o investimento de grifes famosas para a confecção de catálogos de moda, criando verdadeiras obras de arte. Os catálogos têm um apelo muito mais forte em relação à ideologia da marca do que fotos únicas em revistas ou vitrines de lojas, por exemplo, fazendo com que as pessoas se relacionem e se identifiquem muito mais com a marca e o estilo que ela oferece. No mundo virtual em que vivemos hoje, empresas com vendas online podem oferecer uma versão do catálogo de moda através dos chamados newsletters, que também expõem fotos muito bem elaboradas e podem proporcionar maiores vendas ao atingirem um número maior de clientes em potencial. A procura por clientes atrás de catálogos é tão grande, que existem até comunidades sobre o assunto, especializadas na coleção e divulgação de catálogos para os interessados, além de servir de termômetro para vários empresários saberem como suas marcas estão sendo vistas pelos consumidores. Sobre isso, conversei com a Consultora de Marketing e Personal Stylist Vanessa Versiani, dona da maior comunidade social do gênero, onde ela explica um pouco mais sobre esse mundo da moda a ser desvendado. Confira!

Diva Diz: Como surgiu a idéia de fazer a comunidade “Catálogos de Moda”?
Vanessa Versiani: Eu estou no orkut desde 2004 e já encontrei a “Catálogos de Moda” feita. Após algum tempo, com o alto índice de spams, muitos membros saíram da comunidade, que na época tinha uns 7 mil membros e a dona da comunidade acabou abandonando-a. Então, como sempre gostei das discussões da comunidade, decidi tomar a frente dela e organizá-la para torná-la novamente atraente para os membros. Apaguei todos os spams, criei regras e procuro manter a comunidade sempre ativa e democrática na medida do possível. (hoje a comunidade possui cerca de 16.500 membros).

Diva Diz: Para você, qual a relevância dos catálogos de moda para o consumo de moda? Você acha que traz algum impacto comercial relevante às marcas que investem nesse tipo de propaganda?
Vanessa: Para mim, os catálogos são importantíssimos. Sou personal stylist e uso os catálogos para ilustrar idéias para clientes. Além disso, facilitam as compras. Em alguns lugares os vendedores são muito ruins então não gosto de ir a lojas com vendedores assim sem saber o que quero comprar. Prefiro ir com o catálogo na mão e falar “quero isso”. Se tiver, compro. Se não, vou embora. Além disso, há marcas que conheci através de catálogo, por exemplo. Vi num editorial de revista uma peça, decidi pedir catálogo, enviaram e eu fiquei conhecendo a marca pelo catálogo. Após 5 anos na comunidade posso dizer que enviar ou não um catálogo pode ser decisivo para uma empresa ganhar um novo cliente ou um novo inimigo. Isso não só comigo. Todos que pedem catálogos desejam no mínimo uma resposta minimamente educada por parte da empresa. E se uma pessoa chegar ali na comunidade e ver que a empresa mandou ontem pra fulano um catálogo e respondeu a ela dizendo que não tinha, eis uma cliente (real ou potencial) insatisfeita.
Para mim, os catálogos são a melhor mídia de divulgação de coleções de moda, além dos desfiles grandes (SPFW, Fashion Rio e os grandes desfiles internacionais). Melhor até do que divulgações em revistas. A forma de atendimento ao público que pede catálogos (no caso das marcas que não têm cadastro de mailing e a gente tem de pedir via SAC) também complementa isso. Um bom atendimento ao consumidor também conta muitos pontos positivos para a marca.

Diva Diz: Qual sua opinião sobre catálogos de vendas porta-a-porta, como Avon, Natura, Hermès…?
Vanessa: Eles são feitos com um objetivo e público bem definidos, então são tão válidos como outros catálogos quaisquer para os fins que se destinam. Da mesma forma que os outros, ilustram os produtos e os levam para perto dos clientes, facilitando a compra. A diferença é que nem todo mundo que pede os outros catálogos compra, o que é uma pena pois já fez algumas marcas pararem de fazer catálogos. E nós, que colecionamos mas também compramos, ficamos sem catálogos de algumas marcas por este motivo.

Onde encontrar:

Para as pessoas que se interessarem em ter catálogos de moda, ainda não é toda loja que disponibiliza o material. Porém, o melhor jeito de saber se uma loja distribui catálogos ou não, é dando uma olhada nas comunidades e dar uma pesquisada pra ver quais empresas enviam catálogos. As pessoas geralmente dão depoimentos de quais catálogos receberam, além de links para as lojas e como fizeram para consegui-los. Para quem trabalha com moda ou mesmo para quem gosta de ver as novidades das marcas, é uma dica e tanto para conhecer novas lojas e conhecer as novas coleções. Puro luxo!

Update: Visite o Blog da Personal Stylist Vanessa Versiani para saber ainda mais dicas de moda.